Bem Alto

gravada em
 Zecarlos Ribeiro

De degrau em degrau ele foi subindo
Chegou lá no alto, olhou para a multidão e gritou:
"Eu estou aqui!
Olha que eu pulo!
Olha que eu vou pular!"

"Ora bolas, seu exibicionista, desce daí de cima!
Ainda vai dar trabalho pros outros
Não adianta nada essa mania de suicídio
Pois as coisas aqui embaixo
Vão continuar do mesmo jeito
E deste jeito é que elas vão!"

"Elemento com características maníaco-depressivas
Encontra-se no alto de um edifício
Altura 1986, Avenida Brasil
Pede-se a todas as viaturas
Dirijam-se para o local
Imediatamente"

Como você se sentiria
Se estivesse nessa mesma situação
E perdesse o controle das coisas
Se expondo ao ridículo de tornar público
Um drama existencial seu

Já que ele chegou a isso
Agora só falta pular
Muito embora seja desagradável saber
Que não haverá um galho pra se segurar
Na verdade ele bem que poderia ter acabado com tudo em casa
Sem ninguém perceber

Mas preferiu vir aqui
Só pra ver alguém sofrer
O tanto quando ele já sofreu
E é lamentável realmente que não tenha lhe ocorrido
Outra maneira de dar valor à sua existência aqui

Silêncio!
Silêncio na avenida
O elemento não tem nada a declarar
Alívio!
Pois o bombeiro foi subindo
De degrau em degrau
E o apanhou firmemente pelas mãos
Na hora H
Tristeza!
Sua mãe está tão feliz
Por outro lado não sabe onde errou
Tudo que ela quer
Nesse momento emocionante
É gritar
Bem alto!
Mais alto!
O mais alto que algum ser humano já conseguiu gritar
O mais convincente dos argumentos
Que a defesa usaria em um tribunal

"Enquanto você encena
Enquanto você se arrisca
Milhares de milhares de milhões de cenas
Eu revivo:
A primeira comunhão, o primeiro terno branco,
O sétimo aniversário e a gente brincando no mar"

"Elemento com características descritas
Devidamente localizado e salvo
Aguardo sua mensagem
Favor, não perca a sintonia, cambio?
Zero, zero, zero... na escuta, cambio?"


Pedro, Paulo, Geraldo, Hélio, Ná e Zecarlos: vozes
Paulo: guitarra
Akira: baixo
Ciça: Yamaha DX7
Hélio: saxes altos
Gal: bateria