Que Bom, Felicidade Que Vai Ser

gravada em
 Noel Rosa/René Bittencourt - 1932

Felicidade, felicidade
Minha amizade foi-se embora com você
Se ela vier e te trouxer
Que bom, felicidade que vai ser

Trago no peito o sinal de uma saudade
Cicatriz dessa amizade
Que com o tempo vi morrer
Eu fico triste
Quando vejo alguém contente
Tenho inveja dessa gente
Que não sabe o que é sofrer

O meu destino
Foi traçado no baralho
Não fui feito para trabalho
Eu nasci pra batucar
Eis o motivo
Que do meu viver agora
A alegria foi-se embora
Pra tristeza vir morar

 


Luiz: voz / violão
Paulo: violão de 7 cordas / claves
Ná: claves
Pedro: cuíca
Hélio: chocalho
Gal: surdo