Chequerê

gravada em
 Sinhô - 1924

Não calculas como sofre
O meu pobre coração
Por faltar o teu carinho
Junto do meu coração

E assim é tudo enfim
Meu doce chequerê
Mas eu não me conformo
Viver longe de você

Vem depressa sem demora
Pra eu não mais viver em vão
Que as saudades já são tantas
Dentro do meu coração


Ná: voz
Paulo: violão de aço
Pedro: flauta
Hélio: metalofone/assovio
Gal: bateria