Estaca

gravada em
 Paulo Tatit / Luiz Tatit

Parece que estou batendo estaca
A cada estalo a cada estouro
Está acabando o meu estímulo
E meu estômago
Tudo que de mim escapa
Você captura e eu sei por quê
Você está fazendo um grande estoque
Da estima que eu tenho por você

Parece que estou ficando estúpida
A cada estrondo cada estampido
Está estropiando o meu estilo
E o meu ouvido
É uma dor que não estanca
Que crava uma estaca no meu peito
E você agrava o meu estado
Você é o estopim dos meus defeitos

Agora eu sei que você vai brilhar
Agora eu sei que você vai partir
Agora eu sei que vou me consumir, amor

Tudo começou com alguns ruídos distantes
Bem difusos
Que se tornaram insistentes tão penetrantes
Fui seguindo assim sem ter qualquer controle

Só me toquei tarde demais
Tudo era você levando a paz
Em meu corpo todo
Senti então pulsar um som
No mesmo tom
Não sei dizer se era bom
Não sei não

O que sei o que sou o que era antes
Está em você está em destaque
Está tão distante
Está!

Estaca estalo estouro estímulo
Estômago escape estima estúpido
Estrondo estilo estanque estado estampido

Estaca estima estúpido estrondo
Estilo estanque estado


Voz: Ná Ozzetti
Vocais: Marcio Arantes, Ná Ozzetti e Paulo Tatit
Guitarras: Marcio Arantes e Paulo Tatit
Efeitos sonoros: Paulo Tatit
Clavinete: Marcio Arantes
Baixo: Akira Ueno
Aerophone: Hélio Ziskind
Bateria: Gal Oppido
Arranjo: Paulo Tatit