Paulista

gravada em
 Akira Ueno / Pedro Mourão

Entrei na Paulista e pensei
Tem conflito e a cidade vai parar
A Paulista é uma rua boa pra caminhar
Pedalar flanar correr andar pelo calçadão
E ver passar tanta gente
Perambulando por lá

Não há como não se espantar
Na Paulista tem tribos de todo lugar
Tem de tudo tem
Torres lojas bancos um museu e um vão
Atenção está no ar
Mais um grito pronto pra soar
E a Paulista agora vai irradiar

Cuidado com a confusão
Não não não me diga
Que se perdeu por aí
Na grande avenida:
Paulista

Cardíaca, Histérica, Pansexual
Paulista: calçadas que calçam revelações das peripécias da aventura humana.
É o assoalho para todos os pés:
Do descalço ao da plataforma estridente
Da grama à grana
Do mercado pós-hippie ao selvagem
Onde todas as ondas se chocam, os conjuntos tocam e todos gritam.
A banda abunda, o seio anseia, a ideologia aloja, o tempo passa e ela finca!
Oráculo de uma cidade sem púlpitos.
A Paulista palpita
E comemora o ano correndo


Voz Pedro: Mourão
Voz e Violão: Akira Ueno
Narração: Geraldo Leite e Pedro Mourão
Texto: Gal Oppido
Guitarra: Hélio Ziskind
Baixo: Paulo Tatit
Bateria: Gal Oppido
Shake, Tambores, Clave e Pandeirola: Marcio Arantes
Vocais: Hélio Ziskind, Ná Ozzetti e Paulo Tatit
Arranjo: Marcio Arantes