Toque o Tambor

gravada em
 Luiz Tatit

Quando o mundo foge de você
Quando não há mais o que fazer
Pegue essa baqueta obsoleta
Esquecida na gaveta
E procure onde bater
Raia um sol meio incolor
Saia em busca do que for
Quando a natureza fica cinza
E a cultura está ranzinza
Não escuta o seu clamor

Toque o tambor
Toque até bombar
Toque pra se impor
Toque até tombar
Toque por tocar

Siga o pendor
Para percutir
Para barulhar
Para alguém ouvir
Para não parar

Então porque parou?
Então parou porquê?

Quando o mundo inteiro vai pra trás
Gente, vento, plantas e animais
Quando não tem nada ali na frente
Só seu pulso persistente
Que não cansa de pulsar
Bora! Ninguém quer emborar
Piora! Depois de melhorar
Quando não há luz no fim do túnel
Não há sonho momentâneo
Nem um pingo de suor

Toque o tambor
Toque até bombar
Toque pra se impor
Toque até tombar
Toque por tocar


Voz: Luiz Tatit
Violão de Aço, Baixo Elétrico e Guitarra: Paulo Tatit
Guitarra: Hélio Ziskind
Baixo Acústico, Piano e Tambores: Marcio Arantes
Bateria: Gal Oppido
Palmas: Gal Oppido, Marcio Arantes e Paulo Tatit,
Vocais: Akira Ueno, Geraldo Leite, Hélio Ziskind, Marcio Arantes, Ná Ozzetti, Paulo Tatit, Pedro Mourão e Zecarlos Ribeiro
Arranjo: Paulo Tatit